30/11/2020

Os Olhos de Barthô

Desde o nascimento, Barthô vê o mundo de um jeito muito peculiar. Uma visão leve e quase subjetiva diante das coisas da vida. Tudo é bonito aos olhos de Barthô. Essa forma de enxergar o mundo chama a atenção das pessoas mais próximas, principalmente Nicola - seu amigo de infância -, que tenta desde sempre mostrar que o mundo não é um mar de rosas. Nessa realidade cruel, ganha quem bate primeiro.

Em meio a tantas verdades, não é fácil escolher o caminho certo, afinal… tudo é bonito aos olhos de Barthô. 

Uma história que reflete sobre as diferentes certezas, onde o que conta não é apenas aquilo que se vê, mas aquilo que se enxerga.

COMPRAR

30/11/2020

Chico Bento – Arvorada

Livro que faz parte do selo Graphic MSP. Em Arvorada, Chico Bento, o caipira mais famoso dos quadrinhos, leva uma daquelas lições que a vida de vez em quando dá em todos nós. Porque nem tudo pode ser deixado pra depois… Numa reinterpretação belíssima do clássico personagem Mauricio de Sousa, o premiado cartunista Orlandeli cria uma história tocante, com visual magnífico e momentos de amor, dor, humor, mistério e, especialmente, aprendizado

COMPRAR

30/11/2020

O Mundo de Yang – Rumo ao Sul

“O mundo de Yang” é, em uma primeira leitura, uma aventura leve e muito bem-humorada. Porém, nas entrelinhas das ações hilárias do garoto Yang, ou dos aforismos tão confusos e profundos do mestre Loh, o leitor encontra metáforas e analogias que o levam para uma jornada de aprendizado e reflexão. A simbologia da cultura oriental serve de suporte para criar parte desse universo e alguns personagens que nele habitam. Cada elemento, personagem ou situação acaba sendo direcionada a um pensamento que leva o leitor à reflexão, acompanhando o garoto Yang em sua jornada de desenvolvimento. Esse é o segundo livro da série e apresenta duas histórias completas.

COMPRAR

30/11/2020

O mundo de Yang

Primeiro livro da série, “O mundo de Yang” é, em uma primeira leitura, uma aventura leve e muito bem-humorada. Porém, nas entrelinhas das ações hilárias do garoto Yang, ou dos aforismos tão confusos e profundos do mestre Loh, o leitor encontra metáforas e analogias que o levam para uma jornada de aprendizado e reflexão. A simbologia da cultura oriental serve de suporte para criar parte desse universo e alguns personagens que nele habitam. Cada elemento, personagem ou situação acaba sendo direcionada a um pensamento que leva o leitor à reflexão, acompanhando o garoto Yang em sua jornada de desenvolvimento.

COMPRAR

30/11/2020

SIC – É… olhando assim, faz sentido

Segundo volume da coletânea das tiras (SIC). Com uma estrutura bem diferente do que se costuma ver na linguagem das tiras, (SIC) abusa do experimentalismo com pequenos contos gráficos que abordam os mais diversos assuntos em uma linguagem que oscila entre humor e existencialismo.

COMPRAR

30/11/2020

SIC – Sim, eu posso ver… eu acho

Primeiro volume da coletânea das tiras (SIC).

Com uma estrutura bem diferente do que se costuma ver na linguagem das tiras, a edição abusa do experimentalismo, com pequenos contos gráficos que abordam os mais diversos assuntos em uma linguagem que oscila entre humor e existencialismo.

COMPRAR

30/11/2020

Daruma

Em seu aniversário Damião recebe como presente um “Daruma”, pequeno amuleto oriental que, de acordo com a tradição, ajuda a realizar seus desejos. Em um momento de transtorno emocional Damião acaba usando o Daruma para um desejo impensado. Agora uma inquietação começa a brotar dentro dele, fazendo de tudo para que esse desejo se concretize. Mesmo contra sua vontade.

COMPRAR

30/11/2020

O Sinal

O sinal, conta a trajetória de Afrânio, um homem preso a uma vida sem nenhuma perspectiva. Seu insucesso o acompanha como doença, uma praga que o condena a uma vida sem luz. Ele busca respostas, um "sinal" que o guie para uma vida melhor. O sinal está lá. Claro e limpo para quem quiser ver.

Afrânio só precisa entender.

COMPRAR

30/11/2020

Eu matei o Libório

Esse é o drama de um rapaz que descobre que a única forma de conseguir uma vida normal e feliz é matando o Libório. Um jovem politicamente correto e de bom coração. Exagero? Decisão precipitada? Aaaaah... Você não conhece o Libório.

COMPRAR